Loudwire: Arejay e Josh falam sobre os planos para 2014

http://www.aceshowbiz.com/images/wennpic/halestorm-2012-revolver-golden-gods-awards-show-01.jpg
Em entrevista para o site da Loudwire, realizada em dezembro de 2013, Arejay Hale e Josh Smith falaram sobre como é estar em uma grande turnê, bandas que gostariam de tocar juntos, roupas feitas pela Lzzy, EP de covers, processo de composição do novo álbum e mais.

Confira:
Com um Grammy sob o seu cinto, o Halestorm não mostra sinais de abrandamento. Eles passaram 2013 em turnê com seu mais recente álbum, The Strange Case Of…, e parece que 2014 será um ano agitado para a banda.

Durante o seu show como atração principal no Terminal 5 em Nova York, o baterista do Halestorm, Arejay Hale e o baixista, Josh Smith, se sentaram com a Loudwire e expressaram seu entusiasmo sobre os planos para um novo álbum em 2014. Eles também falaram sobre o EP, Reanimate 2.0: The Covers EP.

Qual é a experiência como atração principal em comparação a ser uma banda de apoio?
Arejay Hale: É muito mais divertido. Nós gostamos do título e de colocar no nosso próprio show. É divertido, você não está tentando amontoar tudo em set de 45 minutos. É legal porque nós começamos a tocar com novas bandas que realmente gostamos.

Para os dois, o que faz uma grande turnê?
Arejay Hale: Sem egos. Todo mundo tem que ser super legal, não um babaca. Se há um babaca na turnê, ele apenas acaba com todos. Tivemos sorte, fizemos várias turnês e todos foram super legais. E mais, ninguém ficar doente. [Risos]
Josh Smith: Isso é importante e se conseguirmos uma boa comida, isso é uma bênção. A coisa mais importante é que todo mundo se dá bem em oposição a lidar com algo desprezível na turnê. [Risos]
Arejay Hale: Sem algo desprezível na turnê.

Há alguma banda lá fora que vocês adorariam fazer uma turnê e com quais vocês não fizeram ainda?
AH: Oh cara, eu adoraria fazer uma turnê com o Foo Fighters. Isso seria muito divertido, seria incrível.
JS: Concordo.
AH: Ou Bruno Mars, apesar de que é um gênero totalmente diferente. Eu amo Bruno Mars. Eu adoraria fazer uma turnê com Eminem, também. Eu amo esse novo álbum do Eminem. Então, esses são todos gêneros diferentes [risos], mas se estamos aderindo apenas ao rock, porém, Foo Fighters, Queens of the Stone Age, seria fantástico. Há várias novas bandas que adoraria fazer uma turnê também. Quem mais? Metallica? Tool seria fantástico. Oh! Muse, eu adoraria fazer uma turnê com Muse.

Mudando um pouco de assunto, Lzzy Hale recentemente lançou uma linha de moda. Como seus companheiros de banda com estilo, já aconteceu de vocês ter que dar à ela algum conselho ou ajudá-la com este empreendimento?
JS: Ela vai nos mostrar as coisas e falamos "Sim" ou "Não".
AH: Isso é o que é legal, todo esse esforço é uma coisa de banda, mas tudo resultou de Lzzy. Ela costumava ser estilista da banda e projetar nossas roupas e ser como: "Hey, eu costurei isso tudo em cinco minutos."
JS: Ela até pediu para kit de ferramentas para o Natal para fazer sua própria jóia. Vai ser ótimo e ela está interamente com isso.
AH: Nós vamos ser os modelos masculinos!
JS: Todos nós usamos um pouco no palco, é tudo unissex por isso é ótimo.

Onde vocês encontraram tempo para fazer outro EP de covers? Vocês apenas foram em algum lugar e gravaram o álbum enquanto estavam na estrada?
JS: Sim, foi uma semana de gravação, mais ou menos.
AH: Nós fizemos uma música por dia. Você não está escrevendo isso, mas é também um desafio, porque você está gravando a música de outra pessoa e transformando no estilo do Halestorm. É um grande desafio, mas é muito divertido. Fizemos o EP quando estávamos de folga para o Grammy e nós fomos para o estúdio e surgiu a ideia. Então, mais tarde do nosso produtor disse 'Nós queremos que vocês façam 'Get Lucky' do Daft Punk' e nós ficamos como 'Sério? Claro, por que não?'. Nós fizemos uma turnê sul-americana, mas tivemos dois dias de folga em Nashville antes de sair em nova turnê e apenas fomos para o Blackbird Studios por dois dias. É algo divertido para nós, é uma coisa divertida para os fãs para mantê-los satisfeitos entre os álbuns.

Para ser honesto, eu não suporto a versão de 'Get Lucky ' do Daft Punk, mas eu gostei do cover do Halestorm.
AH: Toda vez que ouço o original, eu não posso deixar de pensar em Stephen Colbert em seu show quando ele está dançando com Jeff Bridges. Ele continua por uns oito minutos, ele é tão engraçado. Talvez você viu isso e é por isso que você não pode suportar o original. Estou feliz que você gosta de nossa versão. Vários fãs ficaram animados e é ótimo, porque é uma música pop.

Há alguma música que você queira regravar e que ainda não fez desta vez?
AH: Nós fomos para gravar um cover de 'Don’t You Worry Child' do Swedish House Mafia. Acho que fizemos um ótimo trabalho, nós gravamos com um som mais acústico, mas ele realmente não se encaixou com o resto das músicas e então descartamos. Teria sido divertido.
JS: Tivemos a ideia de fazer esse álbum de covers com antecedência. É basicamente um fio de e-mail entre nós e as pessoas da produtora e toda a nossa equipe, amigos e familiares e fãs. Qualquer música que é colocada na lista, em seguida, nós escolhemos e deixamos apenas dez, e depois escolhemos os cinco ou seis que realmente vamos fazer.
AH: Há sempre um próximo EP. Na verdade, no primeiro EP fizemos com escolhas dos fãs, nós colocamos um monte de músicas em nosso site e fomos reduzindo. Era 'Sad But True' do Metallica e 'Bad Romance' da Lady Gaga, então nossos fãs escolheram 'Bad Romance' [risos] e nós ficamos como 'Sério, vocês querem esta música? Vamos fazer então'. Eles estavam curiosos e nós amarramos em nossas grandes botas e fomos para o estúdio e fizemos funcionar .

Então, o que 2014 espera do Halestorm?
JS: Ah, vamos ficar loucos. Vamos nos trancar em um porão e escrever um álbum. Em seguida, vêm abril, vamos sair da hibernação e ir para a turnê por um mês na Europa. Então vamos voltar e terminar o álbum, seja com gravação ou não e, em seguida, voltaremos em turnê. Estamos animados, vamos fazer um material novo e sair com um novo álbum no próximo ano.
AH: Vai ser divertido. Eu sinto que nós escrevemos melhor quando todos nós estamos juntos em uma sala e tiramos mais idéias do que podemos. A mudança é o que nos deixa animados. Estou animado para adicionar algumas músicas novas para o setlist porque estivemos tocando as mesmas músicas por uns três anos.

Vocês escrevem em turnê ou a maioria da criação é feito em casa?
AH: Na estrada é mais dispersa, porque estamos mais focados nos shows. Mas recolhemos ideias aqui e ali em nossos telefones ou em nossos iPads porque pode fugir muito rápido. Eu acho que é muito mais fácil para nós escrever quando estamos realmente focados - longe da estrada, longe de nossas famílias, longe de todos, apenas nós quatro trancados. Temos um pequeno estúdio no porão em Nashville para onde estamos indo nos trancar lá dentro.